Emidio de Souza pede que Justiça liberte Lula para que ele volte a ser presidente do Brasil

Este domingo (08) ficará marcado na história do Brasil como o Dia das Manobras da Justiça Golpista. Para tentar impedir a libertação do presidente Lula (PT) o juiz Sergio Moro e o ministro Gebran Neto do TRF4, articularam manobras jurídicas para impedir que a decisão do desembargador Rogério Favretto de libertar Lula fosse cumprida.

Moro até interrompeu suas férias para em uma ação tresloucada evitar a liberdade do petista que é lidero nas pesquisas de intenção de votos.
Depois da resistência em cumprir sua ordem Favretto decidiu mandar soltar imediatamente Lula, dando prazo até as 17h30 de hoje sob pena de desobediência. Segundo o desembargador de plantão “Moro e Gebran agiram fora da lei e, assim, tornaram-se suspeitos para continuar no caso Lula e pediu que a Corregedoria do TRF-4 e o Conselho Nacional de Justiça abram processo contra Moro.

Segundo o secretário Nacional de Finanças do PT, Emidio de Souza, é um absurdo o que estão fazendo neste dia de hoje contra Lula. “A decisão foi clara pela libertação do presidente Lula e ninguém pode se opor desta forma, contra a decisão. Isso revela de vez para a nação que Moro quer perseguir o presidente Lula que tem condições reais de colocar o Brasil no eixo, acabando com a farra golpista que está destruindo nosso país e dos direitos da população”, afirmou.

Em vídeo publicado em seu perfil do Facebook, Emidio de Souza destacou que Lula é a melhor opção para que o Brasil volte a crescer e pediu sua libertação.
Assista:

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree